Páginas

terça-feira, 23 de março de 2010

O Hospital do Sofrimento


O tradutor Wank do Carmo, irmão do pôster sofreu um acidente de trânsito e teve fratura exposta e esmagamento nas articulações do braço esquerdo.

Ele ficou três dias no corredor do Hospital de Emergência devido a falta de leitos.

Durante dez dias esperou por uma cirurgia porque o hospital não dispunha de uma prótese necessária a intervenção.

Ao tomar conhecimento do fato através do jornalista Carlos Lobato no domingo (21) passado, o governador Waldez Góes telefonou para a familia do tradutor e disse que tudo faria para que ele fosse atendido o mais rápido possível.

Em carater emergencial o problema foi solucionado parcialmente.

A cirurgia foi realizada ontem (22), às 15 horas pelo médico Raimundo Nonato e durou quatro horas e meia. Foi um sucesso e o Wank passa bem.

Outros dez pacientes que também aguardavam cirurgia foram atendidos.

O Pronto Socorro de Macapá possui cerca de 150 leitos, mas o número de pacientes vítimas principalmente de acidente de trânsito é muito maior.

O deputado estadual Camilo Capiberibe, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Amapá esteve ontem no Pronto Socorro e identificou falhas no tendimento.

4 comentários:

bete disse...

Ola Walter
Este é o retrato de nossa saude.
Melhoras e recuperação rápida para seu irmão.
Bjs

Lulih Rojanski disse...

Um abraço e boas energias ao grande amigo Wank.

Leandro Nascimento disse...

Saúde, existe isso no Brasil??

Anônimo disse...

Tá na Folha de São Paulo de hoje: Por falta de recursos financeiros, o GP de Atletismo não será mais realizado em Belém.
Mais uma vergonha para o nosso Estado. Já perdemos a Copa e agora também perdemos o atletismo.
O GP, que colocou o Pará no mapa mundial do atletismo e servia para divulgar o Estado internacionalmente e de forma positiva, vinha sendo realizado em Belém desde 2002.
Grandes nomes do atletismo mundial passaram por aqui. Agora, o GP vai para o Rio de Janeiro.
Olha o que diz a matéria da Folha

" O GP Brasil de atletismo deixará de acontecer neste ano em Belém --será disputado no Rio, em 23 de maio. A reportagem apurou que foram motivos financeiros que impediram que a capital paraense organizasse mais uma edição do meeting.

O GP Brasil integra o circuito da Iaaf (a federação internacional de atletismo) que reúne os principais meetings do mundo.

No ano passado, em Belém (que perdeu para Manaus a disputa para ser a sede da Copa de 2014 na região Norte do país), a competição contou com presença de seis campeões olímpicos, quatro deles vencedores nos Jogos de Pequim-2008.
A reportagem tentou contato com a Secretaria de Esportes e Lazer do Pará durante a tarde de ontem. Mas ninguém atendeu os telefonemas e tampouco respondeu o e-mail enviado. "