Páginas

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Bilhete a um candidato



Uma semana antes das eleições, Rubem Braga encontrou o todo vibrante candidato. Cercado de amigos, deu um abraço no cronista e o apresentou ao pessoal: Este aqui é meu, de cabresto!”.
,
Quando estavam sendo apuradas as urnas, Rubem Braga mandou o bilhete: “Meu caro candidato: Você deve ter notado que na minha seção eleitoral você não teve nenhum voto. Palavra de honra que eu ia votar em você; levei sua cédula no bolso. Mas você estava tão garantido que preferi ajudar outro amigo com o meu votinho. Foi o diabo. Tenho a impressão de que os outros eleitores pensaram a mesma coisa. Se você chegar a 300 votos, pode se consolar, que muitos outros terão muito menos do que isso. Sabe de uma coisa? Acho que esse negócio de voto secreto no fundo é uma indecência, só serve para ensinar o eleitor a mentir: a eleição é uma grande farsa, pois se o cidadão não pode assumir a responsabilidade de seu próprio voto, de sua opinião pessoal, que porcaria de República é essa?”.
.
“Quer saber de uma coisa com toda a franqueza? Foi melhor assim. Melhor para você. Essa nossa Câmara Municipal não era mesmo um lugar para um sujeito decente como você! É superdesmoralizada. Pense um pouco e me dará razão. Seu, de cabresto, o Rubem.”
.
Dante Mendonça
O Estado do Paraná
.

Rubem Braga

7 comentários:

Anônimo disse...

Bens de candidata vão de 0 a R$7 mi em 1 ano
A candidata Valéria Pires Franco (DEM) tem o maior patrimônio entre os concorrentes à Prefeitura de Belém, embora no Imposto de Renda de 2006 não tenha declarado nenhum bem. Valéria apresentou à Justiça Eleitoral, este mês, declaração de bens que somam R$ 7 milhões. Ela disse que os bens não apareceram entre 2003 e 2006 porque era vice-governadora e, por sugestão do contador, declarou apenas rendimentos que auferia no cargo. Afirmou que os bens estão no nome do marido e constam na declaração conjunta do casal de 2002, antes de ela exercer cargo público.

Publicado na Edição de domingo 27/07/2008
No Jornal O Estado de S. Paulo (http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20080727/not_imp212617,0.php)

Anônimo disse...

Prezado,

Acho importante que seja apurada essa questão das declarações de renda da candidata VPF. Senão vejamos:

1)Em 2006, ano que deixou o governo do estado, a candidata declarou que não possuia nenhum bem em seu nome.

2)Em 2008, ela declara quase 7milhões em bens.

3)Ela alega que fez isso por orientação do contador, então resta algumas hipoteses:

a)Ela ja possuia o bem, o contador exerce sobre ela uma forte influencia, e ele mandou ela fazer algo errado, e ela o fez. Desconsiderando que a omissão da informação é crime.

b)Ela adquiriu os bens após 2006, periodo em que ela não possuia renda pra justificar a aquisição do patrimonio, precisando portanto justificar a origem dos recursos.

De um jeito ou de outro, errou a candidata Valeria e se faz necessário o esclarecimento do fato, pois, ela não pode estar acima da lei.

era isso, muito obrigado.

Mari disse...

Walter,

Um beijo e bom fim de semana pra você!

Mari disse...

Walter,

Cadê você???

luli rojanski disse...

Oi, querido... Venho sempre aqui e tenho voltado pra casa sem novidades. Por onde andas? Saudade de ti e do homor das tuas canetadas. Abraço.

Eleições 2008 disse...

Walter, boa tarde.

Estou c/ um blog novo sobre a política amapaense. Quando puder, acesse-o. Poderíamos, inclusive, trocar links, não é?

Atenciosamente,

WWW.ELEICOES2008NOAMAPA.BLOGSPOT.COM

saitica disse...

Tudo com humor merece respeito. Sem humor quem aguenta viver. Este é um blog sério e inteligente.
Parabéns.
Estou sempre visitando.
Faça uma visita ao nosso blog
www.saitica.blogspot.com
Peço autorização para linka-lo, aguardo sua resposta
Abraços,
daniel de andrade - gaia