Páginas

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Marias

É uma mulher, Flávia Verônica, a delegada que enfiou a adolescente dentro da cela com 20 homens em Abaeté.
.

É uma mulher, Vera Tavares, a secretária de Segurança Pública, que não consegue comandar a puliça.
.

É uma mulher, Socorro Gomes, a secretária de Direitos Humanos, que silencia sobre os fatos.
.
É uma mulher, Ana Julia, a governadora que diz à imprensa que não pode garantir que não existam casos iguais no estado.

É o horror!
.

6 comentários:

Alcilene disse...

Junior, realmente um horror. E o Pará e Ana Júlia, uma governadora mulher passando essa vergonha nacional.

Walter Jr disse...

E olha que o carro chefe da campanha da nossa governadora foi o combate a violência, Lene... O Pará está cada vez mais violento. Vamos ver se a força da mulher muda isso, mas até agora...

André disse...

É uma mulher, a secretária de Segurança, é uma mulher a secretaria de justiça e tbm é uma mulher a governadora...
A governadora não tem como garantir. A violencia no estado não é culpa dessas mulheres, e sim de anos e anos de omissão do estado. Seja no campo dos direitos humanos, seja no campo da segurança publica que o governo atual recebeu em frangalhos.

Walter Jr disse...

Respeito a sua opinião André. Mas está mais do que na hora de ao invés de se procurar culpados, nossos dirigentes começarem a achar as soluções. A violência foi o carro chefe da campanha da nossa governadora. Pressupõe-se que já havia um plano para pelo menos amenizar o problema. Ou era só discurso?

André disse...

Não deixo de concordar com a tua opiniao quando dizes que os atuais dirigentes precisam ter pulso firme, e que precisam ser achadas soluções. e sim punir os culpados, mas não culpar as figuras mais públicas como a causa dessa desgraça. Graças a deus já estão afastando as pessoas envolvidads
Não acho que a questão da segurança tenha sido só discurso de campanha. Até mesmo pq desde muito antes da denuncia ja estavam sendo feito vários programas de segurança publica, como vai começar o Programa da policia comunitária... o pronasci.. a valorização do policial.Além do concurso para aumentar o contingente de policiais no estado.
Convém lembrar que a segurança é uma area extremamente delicada e que as mudanças nao serão feitas em dois meses e sim em anos.

Walter Jr disse...

E eu concordo com a sua, André. Fico torcendo que as soluções cheguem logo, tragam resultados concretos e amernizem o sofrimento dos que realmente pagam a conta no final.