Páginas

terça-feira, 8 de maio de 2007

Tão nem aí...

Vi ontem na TV gente chorando, pedindo pelo amor de Deus que as autoridades amapaenses criem vergonha na cara e façam alguma coisa para combater a dengue, que está matando os amapaenses.Macapá tem tudo que o mosquito da dengue adora: lixo, muito lixo, água parada, esgoto a céu aberto, ruas tomadas por buracos onde as águas da chuva se acumulam e mais de quatro mil terrenos baldios imundos que a Prefeitura volta e meia ameaça desapropriar e nunca faz nada.Enquanto uns choram e outros morrem, o governador Waldez Góes (PDT) e o prefeito João Henrique (PT) continuam fingindo que não têm nada a ver com isso.E olha que não foi por falta de aviso que Macapá registraria uma epidemia de dengue este ano. Ano passado o diretor do Departamento de Vigilância Sanitária do município, Emanuel Bentes, foi aos meios de comunicação dizer que a cidade apresentava todas as condições favoráveis ao mosquito da dengue e que se nada fosse feito muitas pessoas morreriam de dengue quando chegasse o período das chuvas.Muita gente achou que Bentes estava "fazendo terrorismo", que queria alarmar a população. Os meses se passaram, nada foi feito e o resultado está aí: mais de 20 mil casos de dengue e várias mortes.
.

3 comentários:

Carlos Sérgio Monteiro disse...

Pela internet ouvi o Programa Luiz Melo Entrevista e Emanuel tufou o peito e disse que o Senador Sarney e a Deputada Lucenira Pimentel estavam agendando uma audiência com o Ministro da Saúde para expor a graves situação de epidemia no município. Será que eles foram informados só agora? e olha que ela é mulher do Prefeito JH.

carlos sérgio monteiro disse...

corrigindo grave

Walter Jr disse...

É o excesso de cinismo, Carlos.