Páginas

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Mal traçadas linhas

Exmo. Senhor
Dr. Jaci Amanajás

MD ex-deputado estadual do Amapá

Belém, 23 de maio de 2007

Senhor ex-deputado,

Inteligente e observador como Vossa Excelência é, já deve ter percebido que desde a posse do seu genro João Ricardo Almeida na direção do Instituto de Hemoterapia e Hematologia do Amapá (HEMOAP), o órgão entrou numa vertiginosa decadência e hoje simplesmente não funciona.

O Hemoap, o senhor sabe, é único banco de sangue do estado.


Não creio que o desmantêlo seja por falta de traquejo administrativo do seu indicado, mas li em alguns periódicos que o rapaz teria cometido alguns deslizes, patrocinado campanhas de perseguição a funcionários do órgão e outras lambanças, mas o senhor sabe como é a imprensa, né ex-deputado? Só vê o lado ruim das coisas. Eu prefiro achar, como o senhor também, que é falta de sorte, inveja, olho gordo...



Confesso que ia escrever ao senador José Sarney, mas ele anda tão envolvido, digamos, com aquele instrumento cortante que o Cametá manejava com maestria na sua prestigiada barbearia lá do bairro da Favela. Não tive coragem de incomodar o líder maior do nosso estado

Pensei em escreve ao governador Waldez Góes, mas ele também anda ocupado com essa enxurrada de greves. Acho que nunca teve tanta greve no Amapá como agora. Vá entender: há seis meses o governador Waldez era um deus. Agora não presta mais. Eita povo ingrato esse nosso, né ex-deputado?


Resolvi recorrer ao senhor porque me disseram que a culpa, digo, a indicação do diretor do órgão foi de Vossa Excelência.

Diga-me uma coisa digníssimo: o Hemoap também está em greve? Parece. O órgão não funciona, nunca tem sangue e muito menos plaquetas para atender os pacientes de dengue, por exemplo. Li que em um só bairro de Macapá, 11 por cento da população está com a doença. Aí não tem prefeito, é?

Desculpe, ex-deputado, o destempero. Coloquemos na conta da especulação da imprensa. Vamos em frente. Além da falta dos produtos básicos que um banco de sangue deve produzir, o expediente do instituto funciona de acordo com o horário dos demais órgãos administrativos do estado. Nos finais de semana, por exemplo, quando os hospitais precisam de sangue ou de plaquetas, não é possível contar com o serviço do Hemoap em razão do órgão não dar expediente.

Não, não, Excelência não é invenção do Corrêa Neto. Eu conheço o Corrêa há muito tempo. Ele cuida de uma notícia como uma mãe cuida de um flho recém-nascido.

O Chico Bruno também não tem nada a ver com isso, não, nem a Alcinéia, nem o Carlos Sérgio, nem a Alcilene... A Folha do Amapá? Não! Humberto Moreira? Também não, Digníssimo. Eu liguei para vários amigos e parentes aí de Macapá ... Não, também não falei com os deputados Camilo e Ruy Smith e faz um tempão que não falo com o Capi. Acredite! É tudo verdade, mesmo!



Faça uma visita urgente ao Hemoap, porque cá pra nós, caríssimo, para que serve um banco de sangue que não tem sangue e quando a gente mais precisa está fechado? Eu tenho certeza que o nobre ex-deputado está achando um absurdo. O Amapá inteiro, principalmente os pacientes, também acham. Mas isso tem solução, honorabilíssimo: faça como o seu grande líder político José Sarney fez com aquele ex-ministro. Aconselhe o seu humilde e competente genro a sair de fininho, bem devagar, sem fazer barulho... Aproveite que está todo mundo ligado nas greves e faça essa doação ao Hemoap e ao povo do Amapá. Lembre-se que o senador Sarney talvez não se recupere das navalhadas que levou, mas vai assistir a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, ainda como senador.



E o senhor, Excelência? No ano que vem tem novas eleições. Faça como o governador e um monte de políticos daí já estão fazendo: começe já a sua campanha eleitoral. Entregue o comando para o seu humilde e competentíssimo genro. Quem sabe o povo aliviado ou reconhecido não lhe dê um mandato de vereador ou até de prefeito?

Estou anexado uma cópia da carta de demissão do ex-ministro Silas Randeau para servir de modelo. Fiquei muito emocionado quando li.

Desde já agradeço as suas providências.

Walter Júnior
Contribuinte


PS1:
Não ligue para essa estória do presidente da Assembléia Legislativa, o deputado Jorge Amanajás (é seu parente?) propor um mutirão de coleta de sangue para abastecer o Hemoap. Ele também já está em campanha... A eleição é só no ano que vem, mas o seu xará já quer ser prefeito desde agora. O senhor sabe como é isso, né?


PS2:
Estou mandando umas sugestões para uma campanha urgente de doação de sangue. Por favor, leve para o publicitário Paracy Negreiros analisar e mostrar pro secretário de Comunicação, Marcelo Rosa. O próximo presidente do Hemoap pode usar a vontade.
.

10 comentários:

Bia disse...

Delícia de texto, Walter. Seria melhor ainda, se fosse ficção.
Abração.

Yúdice Randol disse...

Walter, texto fantástico. Por favor, se houver uma resposta, não deixe de publicá-la.

Walter Jr disse...

Obrigado, mestre. Acho que ele vai fingir-se de árvore como sempre tem feito, mas já estou preparando uma segunda...rsrsr

Walter Jr disse...

Oi Bia, obrigado. Te via sempre no comentário de outros blogs. Ficava com uma inveja... Gostei de te ter por aqui. O caso do Hemoap é uma dura realidade. Faz parte do pacote de irresponsabilidades, pra dizer o mínimo, que nós todos combatemos.

Arti disse...

Querido Walter,

Só com muito humor pra aguentar os massacres que andam cometendo os governantes e governistas do Amapá.
Ainda bem que você existe para fazer a gente encarar essa realidade depressiva com um pouco de bom humor.
Beijo grande

Arti

Carlos Sérgio Monteiro disse...

Com esse texto fantástico não poderia deixar de dar o meu pitaco. Eles vão esperar o Presidente Jorge Amanajás terminar a campanha de combate a dengue para iniciar a campanha de doação de sangue. Evidentemente vão aproveitar a sua sugestão do Super Doador para o Super Amanajás. rsrsrsrsr.

Alcinéa disse...

Perfeito!
Vou linkar no meu blog.

Walter Jr disse...

Ainda tenho um fiozinho de fé que este quadro vai mudar, Arti...

Walter Jr disse...

Se o presidente for outro tudo bem, se não, processo ele rsrsr.

Walter Jr disse...

Obrigado, Alcinéia, agora a chance dele ler aumentou consideravelmente...