Páginas

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Aberta a caixa preta das campanhas eleitorais


Rasantes do Boi

O site Congresso em Foco publicou a prestação de contas dos deputados federais eleitos. Lá consta uma relação com os nomes de vários secretários, assessores (DAS), fornecedores da Prefeitura de Macapá e até do próprio prefeito de Macapá como doadores da campanha do Deputado David Alcolumbre (PFL AP).

Em alguns casos o valor da doação é maior que o salário do doador.
Veja alguns desses doadores e o valor das doações:
ALFREDO AUGUSTO RAMALHO (SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO) - 5.100,00
ALVARO DE JESUS VAZ DE LIMA (DAS) - 4.900,00
CARLOS ALBERTO NERY MATIAS (SECRETÁRIO DE FINANÇAS) - 6.600,00
CARLOS AUGUSTO RODRIGUES PIMENTEL – (SECRETARIO DE EDUCAÇÃO) - 7.300,00
FRANCISCO ANTONIO MENDES (PROCURADOR GERAL)- 4.800,00
GERALDO RAMOS JUNIOR (DAS) - 5.000,00
GERMANA MARIA MELO DUARTE – (COORD. DE COMUNICAÇÃO) - 3.000,00
GILSON UBIRATAN ROCHA (SECRETÁRIO DE SAÚDE) - 4.100,00
HAROLDO DA SILVA OLIVEIRA – (DAS) - 5.000,00
HÉLIO DOS SANTOS SILVA (AUDITOR GERAL)- 6.300,00
JAKELINI MORATO PEREIRA DE SOUZA (DAS)- 5.000,00
JOÃO DA CONCEIÇÃO - 10.000,00
JOÃO DA CONCEIÇÃO - 10.000,00
JOÃO HENRIQUE RODRIGUES PIMENTEL (PREFEITO DE MACAPÁ) - 1.000,00
JOÃO HENRIQUE RODRIGUES PIMENTEL - 1.000,00
JOÃO HENRIQUE RODRIGUES PIMENTEL - 1.000,00
M.Q.ALMEIDA - ME - 40.000,00
RAIMUNDO SIMIÃO DE SOUZA - 10.000,00
VALE VERDE CONSTRUÇÕES LTDA - 27.000,00

A verdade em foco
O pagina eletrônica do deputado David Alcolumbre publicou um desmentido e ele enviou uma nota de esclarecimento um pouco mais apimentada ao blog. Voce pode ler também a nota do deputado David Alcolumbre no Correa On Line.
O deputado tem razão, mas não deve ficar preocupado com a divulgação dos nomes. Eles não sofrerão retaliações. O prefeito de Macapá sabe muito bem que o Congresso em Foco trocou as bolas e desfocou os fatos. E como sabe!
Na realidade os estranhos doadores estão aninhados na prestação de contas da deputada Lucenira Pimentel, esposa do experiente Alcaide-Mor, indiciado em cinco crimes na Operação Pororoca da Policia Federal.
Alias, intimidade com a Policia Federal parece ser o forte do casal. Lucenira Pimentel corre o risco de ter o mandato cassado por abuso de poder econômico. Advinhe quem deu o flagra!

Seguindo o conselho do deputado, fui ao site do TSE. Fiz um levantamento completo e reescrevi o post. Espero que a liberdade de expressão esteja salva, deputado, ufa!.

Nesta aventura, encontrei algumas bovinos flanando no céu.

A prestação de contas do governador eleito do Amapá Waldez Góes, que mesmo sendo o candidato mais pobre do Brasil, com um patrimônio declarado de apenas 13 mil reais, diz que doou pra sua própria campanha a bagatela de R$ 2.427.063,06.

Ou que Sarney (PMDB) gastou R$ 1.698.000,00 (pouco, né?) e mesmo assim, suou para derrotar Cristina Almeida (PSB), que nunca havia se candidatado a nada e gastou apenas R$ 72.415,83 na campanha.

É muito boi pra pouco céu.
.

Ranking das campanhas

O Amapá ficou em segundo lugar no ranking do voto mais caro (R$ 10,99).

O campeão foi Roraima (R$ 13,94). O Pará ficou em 20º (R$ 3,61) e o Maranhão em 23º (R$ 2,88).

O deputado Evandro Milhões (PCdoB AP) está entre os dez deputados que fizeram a campanha mais barata, apenas R$ 3,81 por voto.

As super campanhas
No ranking das
campanhas mais caras figuram nomes ilustres:

Antônio Palocci (PT SP), em 5º lugar com R$ 2.308.586,04

Ricardo Berzoini (PT-SP), em 8º, com R$ 2.059.992,92.

Jader Barbalho (PMDB-PA), em 10 º com R$ 1.959.721,55

Veja quem fez doação para os deputados.


7 comentários:

Vanessa Gabriel disse...

O melhor de tudo é a germanda duarte doando três mil reais para a campanha do david. me engana que eu gosto!

Davi Alcolumbre disse...

Nota de Esclarecimento

Sobre as informações publicadas no site Congresso em Foco e replicadas em outros veículos de comunicação, a respeito da prestação de contas da campanha do Deputado Federal Davi Alcolumbre (PFL/AP), o parlamentar vem a público retificar:

A despeito de nossa imprensa lutar para manter intacto seu direito sobre a liberdade de expressão e acredito que não possa ser diferente, pois tal fator é inerente á manutenção das sociedades democráticas, me causaram estranheza as informações publicadas no site Congresso em Foco, em 13 de novembro de 2006, sobre a prestação de contas da minha campanha à reeleição como Deputado Federal, pelo estado do Amapá.

Os dados publicados são equivocados e fogem completamente aos que estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral, www.tse.gov.br, no qual qualquer brasileiro pode acessar e tirar suas próprias conclusões Neste caso, fico sem saber que outro TSE poderia ser a fonte para o citado site.

Outro fato não tão estranho é que nenhum dos veículos envolvidos se dispuseram a conferir tais informações junto ao meu gabinete em Brasília e acredito que nem ao TSE, pois se assim fosse não publicariam nomes e valores irreais dos financiamentos, prejudicando inclusive outros.


Atenciosamente,

Davi Alcolumbre
Deputado Federal (PFL/AP)

Walter Jr disse...

Fiz uma checagem no Site do TSE. A informação publicada no site Congresso em Foco são equivocadas. Houve uma troca: a relação que consta no site é na realidade da prestação de contas da deputada Lucenira Pimentel.
Dentro de intantes estaremos corrigindo a informação aqui no blog. É isso aí deputado. Quem não deve não teme. A sua atitude foi corretissima. A liberdade de expressão deveria sempre funcionar assim: notícia errada - exclarecimento - notícia correta. Obrigado pelo seu exclarecimento.

Vanessa Simas disse...

Olá Walter,
Então, já que se percebeu o equivoco, que tal corrigir as informações na própria matéria no seu blog?
Pois, quem lê e não entra nos comentários acha que é isso mesmo.
Abraços

Walter Jr disse...

Você acabou de ler a correção. Como o novo post ficou muito grande fiz dois links para o exclarecimento do deputado. Vou fazer mais um reforço, Vanessa. Obrigado.

Vanessa Simas disse...

Walter,
Muito obrigada!!!
Abraços
Vanessa

Walter Jr disse...

Eu é que agradeço, Vanessa. Volte sempre.