Páginas

segunda-feira, 16 de outubro de 2006

Vencedores da Mostra Curta Pará Cine Brasil

Um público de aproximadamente 500 pessoas lotou o Cine Estação, na noite de sábado passado, para assistir à premiação da 3ª Mostra Curta Pará Cine Brasil, que consagrou oito produções locais e nacionais, entre videoclipes, curtas-metragens e vídeos.

O público, nos seis dias do evento, ficou em torno de 6.000 pessoas.
O júri oficial da mostra foi formado pelo cineasta Fernando Segtowick, pelo professor Arnaldo Prado Junior (da Associação Paraense de Críticos de Cinema) e pelo fotógrafo e crítico Mariano Klautau Filho.
Videoclipe
Para o Prêmio Ná Figueredo, o público escolheu, entre 11 produções, o videoclipe "La Madame", dirigido por Walter Júnior e com as bandas La Pupuña e Madame Saatan.
"Este prêmio fortalece mais a cena e o público tem a possibilidade de ver os artistas paraenses tocando e conhecer o trabalho a fundo das bandas", acredita Adriano Souza, baterista da La Pupuña.
"A dobradinha com a La Pupuña funcionou", comenta Ícaro Suzuki, baixista da banda Madame Saatan, que recebe o Prêmio Ná Figueredo pelo segundo ano consecutivo.
"O que é legal a respeito do prêmio é a questão do fomento. No ano passado, vimos que tinham alguns clipes rolando, mas esse ano o número dobrou e a qualidade já foi bem melhor. E a tendência é essa. É muito bacana essa iniciativa de fazer um prêmio como esse dentro da mostra. Eu acho fantástico. Hoje em dia, para o material de divulgação, não basta só o CD. Eles querem ver imagens. Então, o videoclipe é uma grande ferramenta de divulgação do trabalho das bandas".
A terceira categoria decidida pelo público foi o Prêmio Amazônia Celular de Melhor Curta de Animação Paraense, que ficou com "O Menino Urubu", de Fernando Alves.
O vencedor da categoria documentário foi "São Brás, O Complexo da História", de Rosana Rodrigues. "Jack Picadinho", de Fábio Nóvoa e Cezar Moraes, venceram na categoria ficção, concorrendo com outros 12 curtas.
A 3ª Mostra Curta Pará Cine Brasil é uma realização da Central de Produção com patrocínio da Amazônia Celular (via Lei Semear), Correios e Banco da Amazônia, e apoio do Hilton Belém (através da Lei Tó Teixeira), Jornal O Liberal, Floresta Cine Vídeo, Pará 2000, Varig Log, Ná Figueredo e Faculdade de Tecnologia da Amazônia.

LISTA DE PREMIADOS:
Prêmio Banco da Amazônia ao Melhor Curta Brasileiro:
1º lugar: "Pax" (de Paulo Munhoz, PR.
2º lugar: "Alô Tocayo" (de Renato Martins e Lula Carvalho, RJ.
3º lugar: "Rap – O Canto da Ceilândia" (de Adirley Queiroz, DF
Prêmio Sedex ao Melhor Curta Brasileiro (júri popular):
"Vermelho Rubro do Céu da Boca" (de Sofia Federico, BA
Prêmio Amazônia Celular ao Melhor Curta de Animação Paraense:
"O Menino Urubu", de Fernando Alves
Prêmio Ná Figueredo:
"La Madame", de Walter Júnior, com as bandas La Pupuña e Madame Saatan.
Menção Honrosa – Mostra Na Seqüência:
"Jack Picadinho", de Fábio Nóvoa e Cezar Moraes – categoria ficção.
"São Brás, O Complexo da História", de Rosana Rodrigues – categoria documentário.

Um comentário:

Patrícia Andrade disse...

Vim retribuir a visita, meu caro. Aproveito pra te parabenizar pelo prêmio. Todo talento merece ser reconhecido e premiado. Também gostei muito da matéria sobre o Pink Floyd e Wish you were Here é uma das minhas favoritas. Beijo grande.